ford serra xr8
in

Eu amoEu amo SurpresoSurpreso

Ford Sierra XR-8. A versão com oito cilindros feita apenas na África do Sul

Além de ser um sedã amplamente vendido no mercado europeu, muitos se lembram do Ford Sierra para versões esportivas tão fanáticas quanto o RS500 Cosworth. No entanto, existe uma versão um pouco menos poderosa do que esta, embora muito mais desconhecida. Estamos falando do XR-8. Produzido exclusivamente para o mercado sul-africano, tendo como alvo as corridas do Grupo 1.

Em meados dos anos oitenta, o salão esportivo teve seu momento de esplendor. Um tipo de carro que confirma que as aparências enganam. E é que, Carros esportivos reais com desempenho excepcional foram escondidos sob suas carrocerias de três volumes de aparência imponente.. Prova disso são os modelos icônicos como o Mercedes-Benz 190E 2.5-16 EVO II ou o Alfa Romeo 155 V6 Ti DTM. Ambos os veículos extremamente eficientes nas pistas do Campeonato Alemão de Carros de Turismo até o início dos anos XNUMX.

Além disso, a febre do sedã esportivo gerou colaborações surpreendentes entre marcas distantes a priori. Algo que é perfeitamente visto no Omeg lotuspara. Um transporte fetiche para as gangues de ladrões de banco britânicos, que enganaram a polícia graças ao seu motor 380CV com dois turbos Garrett. Uma história criminal em que o Ford Sierra XR-8 participa. Não tanto por servir nas corridas, mas por ser um dos protagonistas mais comuns nas corridas ilegais fora de Joanesburgo e da Cidade do Cabo.

Resultado colateral da sua finalidade, porque na verdade este modelo fabricado apenas na África do Sul se pensava em dominar nas corridas locais do Grupo 1. Aquele em que se agrupavam as competições de carros de turismo modificados, nas quais O Ford Sierra XR-8 fez sua aparição em 1984 com um visual discreto sob o qual esconde um motor 8HP V5.0 208 HO direto para o eixo traseiro. Sem dúvida, uma das versões mais raras deste salão, pelo facto de apenas 250 unidades terem sido montadas para o mercado sul-africano local na altura das restrições ao seu comércio internacional.

ford serra xr8

FORD SIERRA XR-8. A ORIGINALIDADE DO MERCADO SUL AFRICANO

Durante a década de oitenta, a consciência internacional em relação ao regime de segregação racial na África do Sul não só estava crescendo, mas também sendo implementada em medidas concretas. Assim, mesmo os ex-aliados do governo de Pretória tomaram o caminho das sanções e do bloqueio econômico para isolar o racismo institucionalizado. Neste contexto, empresas automotivas que atuam no país tinham um cenário de importação cada vez mais complexo. Situação em que as versões montadas na África do Sul floresceram com layouts diferentes dos modelos usuais.

Nesse sentido, o exemplo mais conhecido dessas variantes sul-africanas é o Bmw 333i e30. Montado no país para ser vendido como um produto local, mas com um design aprimorado na Alemanha pela Alpina, que montou um cilindro de seis cilindros em linha de 3 litros emprestado do 3i no chassi de um M2. Não obstante, a outra amostra mais representativa desse fenômeno é o Ford Sierra XR-8. Um verdadeiro carro de corrida disfarçado sob o disfarce de um salão civilizado. Personagem realçada pelo facto de dificilmente possuir elementos que lhe conferem um aspecto um pouco mais agressivo do que a versão básica.

Porém, se distancia disso em muitos aspectos, já que o Ford XR-8 foi feito com a ideia de poder homologá-lo em corridas locais do Grupo 1. Para isso, foram necessárias duzentas unidades, embora pela demanda que teve tanto na África do Sul como posteriormente na colecionadores ingleses o número exigido foi excedido em cinquenta. Tudo isso com o motor Ford 5.0 HO como protagonista. Um derivado do mítico V8 "Bloco Pequeno" apresentado em 1982 montado em carros tão diversos como o Mustang, Capri, Lincoln Mark VII ou mesmo o Mercury Mountaineer SUV.

PENSADO POR E PARA CORRIDA

Quando se trata do conceito de salão de esportes, vem-se à mente grande potência e desempenho generoso. No entanto, este tipo de carro também está associado a uma condução agradável, quando apropriado. O fato de que em modelos como o R21 Turbo Quadra foi facilitado graças à tração nas quatro rodas. Uma placidez que o Ford Sierra XR-8 nunca quis exibir. Já que sendo projetado por e para competir, logo ganhou a reputação de ser um carro adequado apenas para mãos experientes. Ainda mais se levarmos em consideração a propulsão traseira e o fato de que não há franquia em termos de pneus. Apesar de andar com rodas de quinze polegadas em vez de quatorze.

Além disso, as suspensões foram reforçadas em até 50% no caso do eixo dianteiro. Que recebeu o peso deste enorme motor que também necessário trocar a grade original para facilitar a instalação de um novo radiador e o fluxo de ar para o carburador de quatro corpos. Com relação à transmissão, talvez seja o Ford Sierra XR-8 seu ponto mais fraco. Atormentado pela falta de precisão típica de muitos modelos norte-americanos, seu Warner T5 retirado do Mustang não dá a coragem que se deveria supor a tal modelo.

No entanto, a verdade é que graças aos seus oito cilindros este Ford Sierra XR-8 quase atingiu o desempenho do Sierra RS500 com um motor Cosworth de dois litros. Certamente mais ágil e ousado, mas sem a originalidade desta versão sul-africana. E isso sem falar no som áspero tão típico dos V8s americanos. É uma grande surpresa ver a imagem de um simples sedã emitindo o som de um esportivo com um apetite voraz por gasolina que, surpreendentemente, aqui só atinge um consumo de 11 litros / 100 km rodando a cerca de 120 km / h em média . Outro fato que nos lembra mais uma vez que as aparências enganam.

Fotografias: Ford África do Sul / Leilões de Carros Clássicos

O que você acha?

10 Pontos
Upvote Downvote
Miguel Sánchez

Escrito por Miguel Sánchez

Através das notícias de La Escudería, percorreremos as sinuosas estradas de Maranello ouvindo o rugido do V12 italiano; Percorreremos a Rota 66 em busca da potência dos grandes motores americanos; vamos nos perder nas estreitas pistas inglesas rastreando a elegância de seus carros esportivos; aceleraremos a frenagem nas curvas do Rally de Monte Carlo e até ficaremos empoeirados em uma garagem resgatando joias perdidas.

Comentários

Assine o boletim informativo

Uma vez por mês em seu correio.

Muito obrigado! Não se esqueça de confirmar sua inscrição através do e-mail que acabamos de enviar.

Algo deu errado. Por favor, tente novamente.

51.1kfãs
1.7kSeguidores
2.4kSeguidores
3.2kSeguidores